Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Quarta, 28 Agosto 2019 17:57
Prevenção

Patrulha Maria da Penha capacita Guarda Municipal de Delmiro Gouveia

Integrantes da Guarda Municipal recebem instruções para ajudar no combate a violência doméstica

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Patrulha Maria da Penha capacita Guarda de Delmiro Gouveia Patrulha Maria da Penha capacita Guarda de Delmiro Gouveia

Entre os dias 27 e 28 de agosto, a Patrulha Maria da Penha, pertencente à Polícia Militar de Alagoas, realizou uma capacitação para integrantes da Guarda Municipal do município de Delmiro Gouveia, no Sertão do estado. Eles irão atuar no Programa Guarda Feminina Selma Bandeira que atuará na proteção, prevenção e acompanhamento de mulheres sob medidas protetivas de urgência, para que sejam efetivamente cumpridas e garantam a integridade física e moral das vítimas.

A formação foi ministrada por instrutores civis e militares e contou com a participação 18 membros da guarda municipal local. Entre os temas abordados durante o evento estão os tipos de violência contra a mulher, sinais de dominação, comportamentos abusivos, feminicídio, violência sexual, direitos humanos e também a aplicação da Lei Maria da Penha.

“O poder público local realiza uma mudança de olhar muito importante em relação ao combate da violência doméstica. Os profissionais que irão atuar na proteção dessas mulheres que foram vítimas de violência tem uma enorme missão em suas mãos, pois com este programa será possível salvar e resgatar vidas”, afirmou a comandante da Patrulha Maria da Penha, major Danielli Assunção.

 

Acompanhamento

O Programa Guarda Feminina Selma Bandeira foi regulamentado através da Lei Municipal 1.194, de 17 de julho de 2017. Na prática, três integrantes da guarda (uma feminina e dois masculinos) irão à casa dessas mulheres que possuem medidas protetivas, periodicamente, para acompanhar cada caso.

Além disso, a equipe vai orientar e coletar informações, com o intuito de inibir o descumprimento das medidas protetivas por parte de seus agressores, além de proporcionar acolhida humanizada e orientação às vítimas quanto aos serviços municipais disponíveis. A implantação do programa acontecerá na amanhã desta quinta-feira, 29 de agosto de 2019.