Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Quarta, 28 Agosto 2019 18:14
QUALIFICAÇÃO

BPRp realiza aula inaugural da 2ª edição do Curso Operacional de Rotam

Solenidade realizada pelo Batalhão de Radiopatrulha aconteceu na manhã desta quarta-feira (28)

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Curso é realizado pelo Batalhão de Radiopatrulha Curso é realizado pelo Batalhão de Radiopatrulha Fotos: Sgt Rodrigo Lins

“Para que o mal sucumba para sempre diante de nós. Amém.” A frase encerra a Oração de Rotam e reúne os princípios e valores do trabalho de Ronda Ostensiva Tática Motorizada (Rotam). A prece que é feita a cada início de serviço diário pelo efetivo do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp) foi proferida durante evento realizado na manhã desta quarta-feira (28) durante a aula inaugural da segunda edição do Curso Operacional de Ronda Ostensiva Tática Motorizada (II COR), promovido pela Polícia Militar de Alagoas por meio da unidade especializada.

 

A solenidade ocorreu em uma das salas do Cinesystem Cinemas (Parque Shopping, em Cruz das Almas) e marca o início do curso com 48 alunos matriculados, entre oficiais e praças da Corporação alagoana e um tenente da Polícia Militar do Amazonas.

 

“O Batalhão de Radiopatrulha tem apresentado grandes resultados e isso se deve à qualificação de seus militares. Aos senhores alunos: mantenham o foco nas instruções, no aprimoramento e no cumprimento do curso. As dificuldades são imensas, mas a luta é grandiosa”, enfatizou o comandante do BPRp, tenente-coronel Aloísio Soares Júnior que também agradeceu ao Comando-Geral da PM pelo apoio para que o curso fosse viabilizado, enalteceu a dedicação dos Rotamzeiros, monitores, instrutores e corpo de oficiais e ao comando da Academia pela cessão do espaço. O comandante da unidade operacional agradeceu também a presença de todo público, mencionando a presença do subcomandante geral, coronel Wilson da Silva, de comandantes de unidades, chefes e diretores de seções e autoridades civis e militares.

 

A cerimônia foi presidida pelo comandante-geral da PM, coronel Marcos Sampaio a quem coube o discurso de encerramento. “Faço aqui um alerta. A especialização é essencial em todas as áreas do policiamento, mas no radiopatrulhamento, essa qualificação se torna ainda mais diferenciada. Os procedimentos mudaram. Ao entrarem em uma viatura, os senhores adotarão um novo modus operandi que faz toda a diferença para o policial, para o seu companheiro de guarnição e para toda a sociedade”, disse o coronel Sampaio, com a propriedade de quem também é rotamzeiro, tendo concluído o curso de Força Tática pela ROTA da Polícia Militar do Estado de São Paulo no ano de 2001.

 

Alunos entoam o Hino Nacional e, em seguida, proferem a Oração de Rotam. Foto: Sgt Rodrigo Lins


“Um curso dessa natureza é oneroso para a instituição, mas temos certeza que o retorno vale a pena. O desafio começa agora. Não desistam na primeira dificuldade, guerreiros. Sejam perseverantes tendo sempre a lei como limiar do policial militar”, finalizou o comandante-geral.

 

Palestras

 

O evento contou com duas importantes palestras. A primeira foi ministrada pelo major Márcio Rogério, comandante da Rotam da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), que explanou conceitos e atribuições no campo do patrulhamento tático, e compartilhou a experiência vivenciada no trabalho desenvolvido junto à PMDF.

 

Dirigindo a palavra à turma, o oficial falou: “Nossa doutrina não consiste apenas em procedimentos, mas em valores fundamentais. Se os senhores conseguirem se formar ostentarão um brevê no peito que não será apenas um adereço, mas um chamado para um comportamento diferente”.

Palestra de abertura foi apresentada pelo comandante da Rotam do Distrito Federal. Foto: Sgt Rodrigo Lins


O segundo palestrante foi o coronel Benito Franco, que comanda a Rotam da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO). Com vasto conhecimento e experiência em diversos aspectos da segurança pública, sua fala especificou a necessidade de atentar para o foco interno, externo e situacional.

 

O coronel também chamou atenção para a importância de buscar qualificação contínua sem perder o olhar cidadão; de desempenhar a função de combater a criminalidade sempre ciente de oferecer os valores que a sociedade precisa receber – o que ele denominou de “dureza cívica e ternura cidadã”. Ele finalizou sua fala enfatizando que “todos os homens que fizeram algo grande, nunca tiveram dúvidas do que fariam. O senso de certeza cria a margem de segurança do vencedor”.

 Comandante-geral da PM-AL entrega certificado de participação ao palestrante da PMGO. Foto: Sgt Rodrigo Lins


Homenagens

 

Um vídeo foi exibido no telão demonstrando ações e atividades recentes do batalhão. Outro momento da solenidade foi dedicado a homenagear personalidades que marcaram a história do batalhão com destaque na prestação de serviços à sociedade e ao BPRp.

 

Os agraciados foram: o coronel da Reserva Remunerada José Rubens de Freitas Goulart (representado por seu irmão, o também militar tenente-coronel Roberto de Freitas Goulart); o coronel R/R Gilmar Batinga (representado pelo coronel RR Cícero da Silva, superintendente do Programa Ronda no Bairro). O sargento R/R Ivan Bernardo também foi reconhecido pela excelência e destacada habilidade na condução de viaturas enquanto serviu à Corporação.

 

II COR

 

O II Curso Operacional de Rotam tem como objetivo instruir e alinhar padrões da doutrina de radiopatrulhamento qualificando profissionais para atuar nas diversas ocorrências de alta complexidade, tais como patrulhamento em áreas de alto risco, distúrbios civis, patrulhamento aéreo, entre outras técnicas. A edição está sob a coordenação do tenente Grayson Samuel.

 

Instruções vão ocorrer na sede da APMSAM no Trapiche da Barra, em Maceió. Foto: Sgt Rodrigo Lins

As instruções ocorrerão na Academia de Polícia Militar Senador Arnon de Mello (APMSAM), no bairro Trapiche da Barra, com duração de 485 horas/aulas distribuídas entre teoria e prática. Encerrada a aula inaugural, os alunos encararam o primeiro desafio de uma série que está só começando. Partiram em uma corrida da Cruz das Almas até a APMSAM. Um percurso de mais de 11 quilômetros, com um diferencial: tendo que revezar entre si o transporte do símbolo, o raio vermelho, esculpido em metal e que pesa 82 quilos.

 

Para ingressar na turma, os candidatos passaram por um criterioso processo seletivo que incluiu: Teste de Aptidão Física, Teste de Habilidade Específica (THE) com etapas em ambiente aquático, corrida rústica de cinco quilômetros (trajando uniforme de instrução) e um Exame Técnico, com prova teórica/objetiva, de múltipla escolha, com 20 questões.

 

Dentre os oficiais e praças matriculados estão duas policiais femininas. Foto: Sgt Rodrigo Lins 

Entre os alunos está a soldado Joyce Soares, lotada no Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) que junto com a soldado Cynthia Araújo (BPRp) são as únicas representantes do efetivo feminino nesta edição. “A expectativa é sempre de aperfeiçoamento, de qualificação profissional de forma a contribuir para a sociedade alagoana, contribuir para a força dos batalhões da PM-AL de forma geral e especificamente do Batalhão de Radiopatrulha”, destacou a aluna Joyce.