Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Sábado, 28 Setembro 2019 16:23
TREINAMENTO

3ª Seção do EMG inicia ciclo de capacitação aos P3 das Unidades da Capital e Interior

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Ação faz parte do Plano de Instrução de Aperfeiçoamento Profissional (IAP) Ação faz parte do Plano de Instrução de Aperfeiçoamento Profissional (IAP)
A 3ª seção do Estado Maior Geral (EMG) iniciou nessa semana o ciclo de capacitação destinado aos P3 das Unidades e Subunidades Independentes da Capital e do Interior. As instruções destinam-se aos oficiais e praças que são responsáveis pela gestão dos dados e das estatísticas nas unidades operacionais da Polícia Militar, através da Central de Atendimento e Despacho (CAD). 
 
O objetivo é aperfeiçoar os militares, por meio da análise dos dados, dando subsídios no planejamento das operações policiais, agregando mais eficiência nas estratégias de segurança pública e ajudando a diminuir, ainda mais, os índices criminais no nosso estado.
 
Para que todos os policiais que operam o CAD consigam passar pelas instruções, um calendário foi estabelecido e começou a ser cumprido na última quarta-feira (25). A iniciativa é uma parceria entre a 3ª seção e a Secretaria de Estado da Segurança Pública de Alagoas e é na sala do Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC), que os encontros entre os instrutores, oriundos da SSP e da PMAL e os P3 acontecem, no período das 13h às 16h ou de 9h às 16h, a depender do dia.
 
A ação faz parte do Plano de Instrução de Aperfeiçoamento Profissional (IAP) e já está na sua segunda turma. Segundo o tenente-coronel Paulo Eugênio, chefe da 3ª seção do EMG, a iniciativa já reflete em melhorias de produtividade e que capacitações como essa serão constantes na PMAL, aperfeiçoando a forma com que lidamos com os dados e as estatísticas na instituição.
 
“Até novembro mais de 50 militares passarão pelo plano de instrução, cada encontro uma unidade diferente. Essa é a segunda turma de muitas que virão. Capacitar os operadores do CAD é investir em qualidade de planejamento e na melhoria do aproveitamento do nosso policiamento e os resultados já são observados na queda dos índices criminais na capital e no interior”, destacou o oficial.