Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Terça, 15 Outubro 2019 15:08
Aperfeiçoamento

PM realiza instruções de aperfeiçoamento profissional para tropa do QCG

Nesta terça-feira (15), a terceira turma realizou instruções de técnicas de abordagem no CFAP

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Tenente Britto demonstra a postura de cada componente da guarnição durante a abordagem policial Tenente Britto demonstra a postura de cada componente da guarnição durante a abordagem policial



Com o intuito de aprimorar e aperfeiçoar os policiais militares lotados no Quartel do Comando Geral da Polícia Militar de Alagoas (QCG) vem sendo realizado desde o início do mês de outubro instruções de aperfeiçoamento em abordagem policial e defesa pessoal. O treinamento, elaborado pela 3ª Seção do EMG, visa ainda o aprimoramento técnico profissional
 das praças do corpo administrativo do órgão, as quais também são empregadas rotineiramente em atividades de policiamento operacional, reforçando o efetivo das unidades operacionais sempre que necessário, tanto na Capital, quanto no Interior do Estado, bem como muitas delas executam o serviço voluntário remunerado, a Força Tarefa.

Nesta terça-feira (15), mais uma turma deu início ao treinamento no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP). As instruções teóricas e práticas de técnicas de abordagem, armamento e equipamento estão sendo ministradas pelo capitão Moreira e tenente Francisco Britto.

 

Sobre a disciplina que faz parte das ações diárias do policial militar, o tenente Britto destaca que na instrução de técnicas de abordagem os policiais são doutrinados desde a postura tática que possibilitam a resolução de inúmeras crises à tomada de decisões visando minimizar os esforços em detrimento de um melhor atendimento à sociedade alagoana.

“As abordagens objetivam averiguar algum desvio de conduta por parte do cidadão que por ventura tenha optado seguir à margem da lei. Então, mediante uma fundada suspeita, o policial militar inicia uma verificação da situação através da abordagem ao indivíduo, garantindo assim, a manutenção dos direitos constitucionais do cidadão e da ordem pública”, explicou o oficial lotado no CFAP.

 

Nas quintas-feiras, os militares receberão instrução prática de Defesa Pessoal, Técnicas de Condução e Uso de Algemas. Para o major Marcílio Cerqueira, que ministra a disciplina junto com o major Jobasine, a atividade do profissional de Segurança Pública é complexa por natureza e, no seu dia-a-dia, a Defesa Pessoal é a sua grande aliada.

“Uma disciplina que fornece proteção à integridade física do PM e de terceiros, atenção, condicionamento físico e psicólogo, reflexo, e ainda, postura. Portanto, a Defesa Pessoal é vital para um desempenho eficiente da atividade Policial”, explicou o oficial superior.

Para a sargento Wanessa Neves, lotada na Companhia de Comando e Serviço (CCSv), a instrução é de suma importância para o efetivo do Comando Geral, e uma ótima oportunidade de rever e aprimorar os conhecimentos militares, tanto na teoria quanto na prática da atividade policial militar.

 

“A segurança do policial militar em sua atuação no trabalho operacional, exige que ele esteja cada vez mais preparado e atualizado quanto aos procedimentos padrões empregados. Uma capacitação como esta, que está sendo oferecida a nós policiais militares do efetivo administrativo, mas que sempre estamos sendo empregados no policiamento operacional, nos dá uma maior propriedade de atuação em nossa atividade”, explicou a militar.

O chefe da 3ª Seção, tenente-coronel Paulo Eugênio destaca que a iniciativa partiu do major Jeferson Tavares, coordenador das instruções, que recebeu todo apoio da capitã Leidiane, na época comandante da CCSv, que viu a necessidade desse aprimoramento para a tropa administrativa que sempre está sendo empregada na atividade externa e precisa recordar a teoria e prática do que foi aprendido em sala de aula durante os cursos de formação.

“Estas são as primeiras de uma sequência de instruções previstas para a tropa. Nosso objetivo é que os militares possam recordar as teorias aprendidas no curso e reforçar as novidades que existem no setor operacional, com ênfase também para a prática de tiro, que deve acontecer no início do ano de 2020, uma situação que pode ocorrer em qualquer serviço da Polícia Militar”, disse o tenente-coronel Eugênio.