Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Domingo, 27 Outubro 2019 15:59
MARIA DA PENHA

Autoridades se reúnem para discutir projetos de enfrentamento à violência contra a mulher

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Novas ferramentas foram debatidas durante o encontro Novas ferramentas foram debatidas durante o encontro
Autoridades do poder executivo e legislativo se reuniram nesta quarta-feira (23), na Secretaria de Segurança Pública de Alagoas (SSP/AL), em Maceió, para discutir novas ferramentas para a diminuição do número de casos de violência contra a mulher em Alagoas.
 
Dentre as principais propostas apresentadas no encontro estavam: instalações de procuradorias da mulher nos municípios, o fortalecimento dos conselhos municipais de defesa dos direitos da mulher, a capacitação da força policial com o objetivo de prestarem um atendimento mais humanizado às vítimas de agressão e a transformação dos Centros Integrados de Segurança Pública (Cisp) do interior como referência destes atendimentos.
 
A Procuradoria Especial da Mulher da Assembleia Legislativa do Estado (ALE), composta pelas deputadas estaduais Ângela Garrote, Fátima Canuto, Flávia Cavalcante, Cibele Moura e Jó Pereira, propôs que as capacitações de policiais militares e civis, além da participação de guardas municipais, fossem realizadas pela Semudh, pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Mulher (Cedim) e pela comandante da Patrulha Maria da Penha, Major Danielli, e equipe.
 
O secretário da SSP, coronel Lima Júnior, acatou o projeto o qual acredita ser benéfico não só para as mulheres que foram agredidas, como também para os policiais que passarão pelo treinamento. “Todos se reuniram com o objetivo de dar assistência a uma missão extremamente nobre: o combate à violência contra a mulher. Foi um encontro muito positivo, onde por meio desta integração iremos avançar cada vez mais”, comemorou Lima Júnior.
 
Para a comandante da Patrulha Maria da Penha, major PM Danielli Assunção, “a capacitação das CISP’s são essenciais para o fortalecimento da rede de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, pois entrega a sociedade profissionais de segurança prontos para atuarem nesse tipo de ocorrência”.
 
Avanços
 
De acordo com a presidente do Cedim, Olga Miranda, a presença das autoridades, principalmente daquelas ligadas à rede de proteção à mulher, mostra um novo compromisso do Estado em sanar um problema que é considerado de saúde pública.
 
“Com essas propostas, nós visualizamos um cenário que pode ser muito favorável até que consigamos possuir toda a estrutura necessária de delegacias especializadas, de pessoal e de conscientização. Temos uma perspectiva muito boa do que vem pela frente”, relatou.
 
O encontro também contou com a secretária de Prevenção à Violência (Seprev), Esvalda Bittencourt, além do comandante da Polícia Militar, Coronel Marcos Sampaio, do Delegado geral da Polícia Civil, Paulo Cerqueira, e de comandantes de policiamento da capital e do interior de Alagoas.
 
 
Texto: Semudh e assessorias