Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Domingo, 10 Novembro 2019 11:57
Arma e drogas

Em ações distintas, 5º BPM registra prisões por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas

Materiais entorpecentes foram entregues na Central de Flagrantes

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Beretta calibre 22 com uma munição calibre 635 estava escondida dentro da cueca Beretta calibre 22 com uma munição calibre 635 estava escondida dentro da cueca

Na última sexta-feira (08), equipes do 5º Batalhão registraram prisões por porte ilegal de arma de fogo e tráfico de drogas em bairros distintos de Maceió.

A Rocom 9 foi acionada pelo Serviço de Inteligência da Unidade para verificar uma situação onde um indivíduo estaria buscando uma moto roubada no Village Campestre 2. A equipe foi até o local indicado e encontrou um homem saindo de uma mata por trás da subestação da Chesf.

Durante abordagem foi constatado que o suspeito estava com uma chave de moto nas mãos e ainda com uma Beretta calibre 22 com uma munição calibre 635 escondida dentro da cueca. Na mata, de onde ele saiu, os militares encontraram uma motocicleta Honda/NXR 150 Bros com queixa de roubo, e ainda dois chassis de motos roubada.

José Daniel da Silva (vulgo Nego), de 20 anos, foi conduzido à Central de Flagrantes, juntamente com o material apreendido, para realização dos procedimentos cabíveis.

Tráfico de Drogas

Após denúncia de tráfico de drogas, a Rocom 07 se deslocou até o conjunto Graciliano Ramos para averiguar a situação. No local, os suspeitos ao avistarem a equipe e tentaram fugir pulando os muros das casas vizinhas mas foram alcançados e detidos.

Na residência foram encontradas drogas ilícitas (maconha, crack e substância que aparentava ser cocaína), além de balanças digitais, comprimidos, caderneta e celulares.

 

Arthur de Aquino Soares Gomes, de 19 anos, Marcos Vinícius Caetano da Silva, Naum Juan do Nascimento Silva Pereira e Anderson Paulo Correia Costa, ambos com 20 anos, foram conduzidos à Central de Flagrantes para realizar os procedimentos legais.