Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Quarta, 08 Janeiro 2020 11:49
AMBIENTAL

Força Tarefa localiza e liberta cerca de 800 caranguejos pescados ilegalmente

Pesca proibida foi flagrada em área de manguezal na lagoa em Coqueiro Seco

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Captura de canranguejo uçá está proibida; animais foram devolvidos à natureza Captura de canranguejo uçá está proibida; animais foram devolvidos à natureza

Nesta terça-feira (07) a Força Tarefa, FT Aquática, formada por militares pertencentes ao Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) flagrou irregularidades no Complexo Estuarino-Lagunar Mundaú Manguaba. Cerca de 800 caranguejos da espécie uçá foram localizados e apreendidos. O fato foi registrado no Povoado Cadoz, município de Coqueiro Seco. Os animais foram apreendidos e devolvidos ao seu habitat natural.

A guarnição realizava patrulhamento na região de manguezal, próximo ao povoado Cadoz e se deparou com quatro indivíduos próximos ao mangue. Ao visualizarem a embarcação com os policiais, os suspeitos se evadiram rapidamente do local abandonando seis sacos.

A equipe verificou o conteúdo dos sacos e constatou que se tratava de caranguejos da espécie uçá que tinham sido capturados com um material chamado de redinhas — apetrecho não permitido para esse tipo de pesca, de acordo com a portaria 34 do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

A prática também é proibida de acordo com Artigo 34 da Lei 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais): “Pescar em período no qual a pesca seja proibida ou em lugares interditados por órgão competente: Pena — detenção de um ano a três anos ou multa, ou ambas as penas cumulativamente”. O infrator pode sofrer detenção de um a três anos e/ou multa.