Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Sexta, 10 Janeiro 2020 11:45
VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Em 24 horas, Patrulha Maria da Penha realiza duas prisões envolvendo violência doméstica

Uma das vítimas era menor e outra foi ameaçada pelo ex-companheiro que violou a medida protetiva

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
PMP atendeu uma mulher e uma adolescentes vítimas de violência doméstica PMP atendeu uma mulher e uma adolescentes vítimas de violência doméstica

Miitares que integram a Patrulha Maria da Penha realizaram duas prisões envolvendo situação de violência doméstica na Capital alagoana. As situações ocorreram na tarde destas terça-feira e quarta-feira (07 e 08) e foram atendidas pela equipede Força Tarefa e da guarnição 03 da Patrulha Maria da Penha.

 
Na primeira situação,a guarnição de Força da Tarefa composta por policiais da Patrulha Maria da Penha (PMP), foi acionada via Centro de Operações Policiais Militares (Copom) para averiguar uma denúncia de violência doméstica no bairro de Ipioca, região norte de Maceió. Chegando no local, a vítima, uma adolescente de 15 anos, visivelmente machucada, relatou que seu pai de 43 anos a teria agredido.

A vítima relatou ainda que seu pai era muito violento e que por diversas vezes a agredia com instrumentos como cinto e a corda utilizada para amarrar o cavalo, argumentando que a violência era uma forma de educá-la. A guarnição acionou o Conselho Tutelar da região e encaminhou todos os envolvidos para a Central de Flagrantes 01, para confecção do flagrante em desfavor do pai da vítima.

Já na tarde desta quarta-feira (08), a guarnição 03 da PMP foi acionada por uma de suas assistidas, via telefone funcional, onde relatou que seu ex-companheiro que tem 41 anos, estaria descumprimento a medida protetiva de urgência que o impede de se aproximar da mesma.

A assistida relatou que durante o dia o seu ex-companheiro teria passado pelo seu local de trabalho com o intuito de ameaçar e amendontrar a mesma. Relatou também que ele teria mandado uma carta contendo ameaças por meio da filha. Temento, ela fechou o seu estabelecimento de trabalho mais cedo e foi para casa.

A guarnição combinou com a assistida que aguardasse antes de sua residência para deixá-la em casa com segurança. Ao chegar na residência da vítima, o autor já estava em frente ao imóvel. A guarnição deu voz de prisão por descumprimento de medida protetiva. O ex-companheiro foi encaminhado para a Central de Flagrantes 01, onde foi confeccionado o segundo flagrante.

Entre as atribuições da Patrulha Maria da Penha da Polícia Militar de Alagoas, estão:


- A fiscalização de medidas protetivas de urgência, por meio de visitas preventivas às residências das mulheres encaminhadas pelo Poder Judiciário;

- Atendimento qualificado emergencial mais célere, pois a mulher atendida possui o contato telefônico direto da guarnição;

- Atendimento qualificado assistencial, orientando a mulher vítima quanto a seus direitos e à rede assistencial existente, podendo encaminhá-la para os órgãos de proteção e atendimento necessários.

Patrulha Maria da Penha

Em Maceió, a Patrulha Maria da Penha foi implantada no dia 02 de abril de 2018. Atualmente composta por quatro guarnições, a Patrulha atua 24h por dia e 7 dias por semana e com ponto no Centro Especializado de atendimento à mulher em situação de violência, localizado na Rua Dr. Augusto Cardoso, s/n, Jatiúca.

Desde a sua implantação, a Patrulha Maria da Penha tem acompanhado 242 mulheres vítimas de agressão. Nesse período, foram realizadas 26 prisões e realizadas mais de 2000 visitas fiscalizatórias às assistidas.


Roubo

Já na tarde de quinta-feira (09), a guarnição de Força Tarefa, também composta por militares da PMP, estava em Patrulhamento na Rua do Sol,no bairro do Centro em Maceió quando  se deparou com uma situação de  roubo a transeunte em andamento.

A equipe prontamente iniciou o acompanhamento ao suspeito a pé e deteve o autor, que tem 30 anos de idade, nas imediações do Beco São José. A vítima, um senhor de 77 anos, estava na Ladeira do Brito, quando o   suspeito o invadiu e por meio de violência subtraiu seu aparelho celular.

A guarnição encaminhou os envolvidos à Central de Flagrantes 01, onde o possível autor foi autuado por furto, na forma do artigo 157 do Código Penal.