Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Segunda, 17 Fevereiro 2020 13:20
FOLIA

Bloco Vulcão atrai uma multidão para a orla de Maceió no Banho de Mar à Fantasia

Milhares de militares e amigos participaram do bloco carnavalesco mais antigo do estado

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Com 84 anos de tradição, Bloco Vulcão agita foliões na orla de Maceió no Banho de Mar à Fantasia Com 84 anos de tradição, Bloco Vulcão agita foliões na orla de Maceió no Banho de Mar à Fantasia

Um verdadeiro mar de gente, como se diz no popular, participou nesse domingo (16) de mais uma edição do Bloco Vulcão, da Polícia Militar de Alagoas. A agremiação que completou 84 anos desfilou nas avenidas Dr. Antônio Gouveia e Sílvio Vianna, nos bairros de Pajuçara e Ponta Verde, na orla de Maceió.

Mostrando que ainda tem muito fôlego, o bloco mais antigo de Alagoas entrou em erupção com muita folia e esquentou o clima maceioense. Iniciando na Praça Multieventos, o cortejo só acabou nas proximidades do antigo Alagoinhas, quando como de costume, assim como faz todos os domingos, a Banda da PM enferveceu ainda mais o calor dos foliões com muito frevo no Espaço Geruza Malta.

O desfile do Bloco Vulcão contou com a presença do comandante-geral e do subcomandante-geral da PM, coronéis Marcos Sampaio e Wilson da Silva respectivamente; além de comandantes de diversas unidades da Corporação. Ainda estiveram presentes autoridades civis, entre elas, o secretário de Comunicação do Estado, Ênio Lins, o deputado estadual Cabo Bebeto e a vereadora por Maceió Ana Hora, que foram parceiros na realização do evento.

17 02 2020 bloco1

Embalados pelas marchinhas de frevo e pelas músicas de axé, tocadas e cantadas pela Banda Vulcão e pela cantora Fabi Mariah, policiais, familiares e amigos se despediram das prévias carnavalescas. O Bloco Vulcão fez parte do encerramento das prévias da Capital alagoana.

“Esse é um momento de descontração para os militares, principalmente para aqueles que vão trabalhar no período do carnaval. Uma forma de também aproveitar a folia, que todos os anos anima muita gente”, enalteceu o coronel Marcos Sampaio.

Além dos foliões, o bloco contou ainda com um grande esquema de segurança, feito com o efetivo de diversas unidades da PM. Em todo o domingo, mais de 100 militares foram escalados para o serviço.

17 02 2020 bloco3

Confira a galeria de fotos do Bloco Vulcão clicando aqui.

 

Ação social

Pela terceira vez consecutiva, o Bloco Vulcão realizou uma ação social com a distribuição das camisas, elas foram trocadas por latas de leite. Cerca de 1.400 latas foram arrecadadas e serão doadas para associações que fazem parte do Programa Nota Fiscal Cidadã, da Secretária de Estado da Fazenda (Sefaz).

“Estamos mais uma vez reforçando o olhar para os mais necessitados. Essa foi uma solicitação do nosso comandante-geral e pelo terceiro ano consecutivo estamos dando andamento a essa ação de solidariedade. Além de nos divertirmos, também queremos ajudar o próximo”, afirmou o chefe da Ascom da PM, major Sérgio Galvão.

12 02 2020 leitesblocovulcao

 

História

Na década de 1930, iniciava o período considerado como sendo a época de ouro do carnaval alagoano. Multidões se juntavam aos músicos durante os desfiles dos blocos carnavalescos. Por lá, a segurança dos foliões era feita pelas patrulhas das corporações militares, entre elas, a Polícia Militar. Após a festa de Momo, muitos militares reclamavam por não participarem da folia por causa do trabalho. Assim sendo, com esta insatisfação, um grupo de músicos da PM, entre eles Isaac Galvão Cruz e José Francelino Teixeira, resolveu criar uma agremiação que desse m ao problema e desfilasse após o carnaval.

Diante disso, nasceu o Bloco Vulcão, que recebeu o batismo ao som do hino “Vulcão em chamas”, de autoria de um de seus fundadores. Depois de uns anos sem conseguir desfilar, o bloco voltou às ruas, mas novamente se ausentou do carnaval maceioense. Depois de 1974, já sob a responsabilidade da 5ª Seção do EMG, o Vulcão voltou a entrar em erupção e ganhou do radialista Edécio Lopes o seu novo hino, Toque de Reunir. Mas foi somente na década de 1990, que aconteceu a volta definitiva do Vulcão às avenidas de Maceió, passando a ser realizado no encerramento das prévias do carnaval, no Banho de Mar à Fantasia. Em 2016, quando completou 80 anos, o Bloco Vulcão foi homenageado durante o “Jaraguá Folia”, por ser o mais antigo em atividade, e também ganhou um frevo comemorativo.

07 02 2020 blocovulcao1