Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Segunda, 16 Março 2020 18:34
POR TEMPO INDETERMINADO

Coronavírus: Polícia Militar suspende o Programa Vem Ver a Banda Tocar

O objetivo é conter a propagação do coronavírus em Alagoas tendo em vista que o evento sempre atrai muitos turistas e alagoanos

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Programa Vem Ver a Banda Tocar da Polícia Militar é suspenso por tempo indeterminado Programa Vem Ver a Banda Tocar da Polícia Militar é suspenso por tempo indeterminado

A Polícia Militar de Alagoas decidiu suspender, por tempo indeterminado, a apresentação da Banda da Corporação no Programa Vem Ver a Banda Tocar por ocasião da pandemia do Coronavírus. O programa normalmente é realizado aos domingos, entre 10h30 e 12h30, na Rua Fechada, na orla de Ponta Verde, em Maceió.

A decisão foi tomada após uma reunião entre o comandante-geral da PM, coronel Marcos Sampaio, e o chefe da Assessoria de Comunicação da instituição, major Sérgio Galvão. O objetivo é conter a propagação do coronavírus em Alagoas tendo em vista que o evento sempre atrai muitos turistas e alagoanos, em sua maioria de pessoas idosas, que são públicos com mais riscos de contaminação.

“Infelizmente precisamos tomar essa decisão da suspensão para também conscientizar a população pela busca de esforços coletivos e assim conseguirmos conter o avanço do Covid-19 em nossa região. Como o governador falou hoje mais cedo, é preciso o apoio de todo mundo, mesmo que mudando nossa rotina, para que não haja a propagação ainda maior desse surto”, afirmou o comandante-geral da PM.

O oficial superior ainda alertou sobre os cuidados simples que cada pessoa pode fazer para ajudar ainda mais na prevenção.

“Como já há a orientação do Ministério da Saúde, da Sesau e também do nossos militares especialistas na área, é preciso ter bastante cuidado, principalmente com a higiene. Lavar bem as mãos, usar álcool em gel, ter atenção ao espirrar e claro evitar contato com pessoas infectadas”, finalizou o coronel Marcos Sampaio.