Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Quarta, 16 Setembro 2020 17:55
EM ARAPIRACA E MACEIÓ

Ideb: CPM ultrapassa média de escolas públicas nos anos finais do Ensino Fundamental

Metas alcançadas pelas duas unidades do Colégio Tiradentes também foram maiores do que a média das escolas estaduais e municipais na Capital e no Agreste

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Ensino coordenado pela PM é destaque no Ideb tanto em Maceió quanto em Arapiraca Ensino coordenado pela PM é destaque no Ideb tanto em Maceió quanto em Arapiraca

Mais uma vez o Colégio Tiradentes, da Polícia Militar de Alagoas, é destaque no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Idep), que é apurado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) a partir de dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). O resultado foi divulgado nessa terça-feira (15).

Tanto a Unidade Maceió, quanto o CPM Agreste ultrapassaram, em 2019, as médias obtidas pelas escolas públicas estaduais e municipais da Capital e de Arapiraca nos anos finais do Ensino Fundamental. No interior, o índice foi maior, chegando a uma média geral de 7,6, enquanto as escolas públicas estaduais e municipais arapiraquenses obtiveram 5,2 e 4,5, respectivamente. No comparativo com a avaliação anterior feita em 2017, também houve um aumento no desempenho dos alunos da unidade da PM de meio ponto, quando foi registrada a nota 7,1.

Em Maceió, a média do Colégio Tiradentes foi de 5,9, com a diferença de mais de um ponto e meio em relação às escolas públicas estaduais e municipais, que receberam nota 4,2 e 4,3, respectivamente. O CPM Maceió também conseguiu superar a própria nota obtida em 2017, quando recebeu média de 5,1.

Os dois resultados conquistados pelas unidades de ensino da Polícia Militar também superaram a média geral de todas as escolas públicas do Estado (federal, estadual e municipal) que foi 4,5, repetindo o feito do CPM do índice anterior. Com as médias obtidas em 2019, as duas unidades também passaram das metas previstas para o ano de 2021.

“Essa conquista é fruto do trabalho incansável de toda a equipe e dos próprios alunos. Em Arapiraca, as medidas adotadas para se alcançar os índices também passam pela oferta do reforço escolar em contraturno, organizado pela direção pedagógica, cujo objetivo é a retomada de conteúdo para garantir uma base uniforme de conhecimentos a todos os alunos da turma, permitindo aos professores regentes alcançar um maior aprofundamento em sala de aula”, afirmou o diretor do CPM, major Vailton Ursulino.

Além de policiais militares, o corpo de professores da escola também reúne profissionais civis que, com condições adequadas de trabalho, mostram-se estimulados a realizar o melhor trabalho possível, contribuindo decisivamente para o caminho de superação trilhado pelo Colégio da PM.

“Cabe salientar que o norte principal do CPM é o desenvolvimento do individuo, o aperfeiçoamento de cada um dos discentes da escola, trabalho esse que reflete sim nos índices educacionais, mas que não torna esses indicadores um objetivo por si só”, disse o oficial superior.