Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Sexta, 14 Janeiro 2022 13:16
CAPELANIA

Capela de São Jorge, da Polícia Militar, passou por reformas e melhorias em sua estrutura

Ação voluntária reformou, pintou e trouxe melhorias para o templo católico

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Capela de São Jorge, localizada no Centro de Maceió Capela de São Jorge, localizada no Centro de Maceió

 

Por meio de uma iniciativa voluntária, a Capela de São Jorge, sede da Capelania Católica da Polícia Militar de Alagoas, passou por uma reforma em sua estrutura, onde trouxe melhorias e mais conforto aos fiéis que frequentam o templo. O Comandante Geral da Corporação, Coronel Wellington Bittencourt, aproveitou a oportunidade para reafirmar o compromisso cristão com o templo e com a religião na Instituição.

 

“É de suma importância manter a questão religiosa viva, inclusive na questão estrutural. A Capela é um patrimônio de todo cristão, e por isso devemos manter ela viva e sempre nas melhores condições possíveis. Aos fiéis que se sentirem tocados a ajudar de forma voluntária com materiais de limpeza de manutenção estrutural a nossa capelania estará de portas abertas, pois ajudar também é um ato de fé”, disse o Coronel.

 

Os interessados em contribuir com a Capela de São Jorge devem procurar o Capelão Católico, Padre Epitácio, na Capelania da PMAL, localizada no anexo ao Quartel do Comando Geral (QCG), no Centro de Maceió.


Capelania
A Capela de São Jorge foi construída em 1947, entre os prédios do Quartel do Comando-Geral e do Centro Médico da PM. Na Capela, regularmente são celebradas missas, batizados, casamentos e demais ritos católicos. Tradicionalmente, há mais de seis décadas é realizada uma procissão até a Catedral de Maceió para celebrar o dia do padroeiro São Jorge, comemorado em 23 de abril.

 

O serviço de assistência religiosa também abrange os seguidores cristãos evangélicos. A Capela Evangélica Militar foi inaugurada em 2017, mas há décadas os policiais militares evangélicos e seus familiares recebem acompanhamento pastoral.