Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas
Sexta, 13 Maio 2022 16:51
ANIVERSÁRIO

Cerimônia militar marca 30 anos do Canil Tiradentes

Pelotão do Bope homenageou personalidades que marcaram sua história

Compartilhe:

  • Facebook
  • Twitter
  • Whatsapp
  • Google +
Ato solene aconteceu na sede do peltão, em Maceió Ato solene aconteceu na sede do peltão, em Maceió

O serviço policial com cães representa um grande diferencial na atividade operacional. Há 30 anos, a Polícia Militar de Alagoas conta com um pelotão especializado integrante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Para marcar as três décadas do Canil Tiradentes, foi realizada uma solenidade comemorativa na manhã desta sexta-feira (13).

O evento ocorreu na sede do Canil, no bairro Cidade Universitária, parte alta de Maceió e contou com a presença do Comandante Geral, Coronel Wellington Bittencourt acompanhado do comandante Bope, Major Henrique Jatobá, da tropa especializada e do comandante do Canil, Tenente Abraão Taveira.

13 05 2022canilc

O Comandante Geral, Coronel Wellington Bittencourt, presidiu a cerimônia e iniciou sua fala convocando os presentes para uma salva de palmas dedicada à memória do Coronel Nilton Rocha. Foi o ex-comandante geral quem determinou a implantação de ações desta natureza (com cães) no trabalho de segurança pública no início dos anos 1990 (confira histórico mais adiante).

“São 30 anos de um serviço louvável. É motivo de grande alegria dividir e participar de um momento tão importante na história recente da Corporação. Ocasiões assim nos fazem refletir ainda mais sobre o quanto somos indispensáveis à sociedade no exercício desta nobre profissão. No dia de hoje quero demonstrar a gratidão deste comando aos homens e mulheres que desempenham esta missão que representa amor à farda e à instituição, ao estado de Alagoas e à Pátria. Na condição de Comandante Geral sinto-me orgulhoso desta tropa fiel, abnegada e que serve de referência em todo o país”, enfatizou o Comandante Geral.

13 05 2022canilp

“A relação de vínculo entre o policial e o animal, o entrosamento nas ações aliado à técnica demonstram resultados admiráveis e dignos de nosso extremo respeito. Trata-se de um serviço especializado e diferenciado e, portanto, de merecido destaque. Aos leais soldados do passado e do presente, nossa gratidão imensurável: estamos juntos. Continuem em frente”, finalizou o Coronel Bittencourt.

Com a tropa em forma e ao som da Banda de Música da PM, a cerimônia seguiu com homenagens a personalidades civis e a militares da ativa e da Reserva Remunerada que contribuíram com os trabalhos e com o crescimento do canil ao longo dos anos. 

13 05 2022canilh

O anfitrião do evento, Major Jatobá, traçou um panorama atual mencionando que só no ano de 2022 quatro militares do canil foram enviados para outros estados em busca de cursos e retornaram a Alagoas como agentes multiplicadores; a compra (já em andamento) de filhotes destinados à atividade policial, algo inédito na PM-AL ao longo desses anos. Ele destacou ainda a trajetória histórica, o empenho de implantar e consolidar o policiamento.  

“Graças aos esforços do Comando Geral, da Secretaria de Segurança Pública, do Governo do Estado e de cada militar empenhado nesta missão vivenciamos uma evolução notória que faz do Canil Tiradentes uma referência entre as forças de segurança em Alagoas e em outros estados, incluindo emprego em ações da Força Nacional. Destaco também o desempenho da equipe veterinária do canil. Hoje temos 24 cães em plena saúde. Parabéns e muito obrigado a todos os que servem e serviram, aos parceiros que nos apoiam e acreditam neste serviço. Esta é nossa situação atual e a tendência é sempre crescer”, disse o Major.

Canil Tiradentes


O pelotão com cães da Polícia Militar de Alagoas foi criado por meio da Portaria n° 014/92 em 14 de maio de 1992. Sua sede inicial funcionou nas dependências do Parque De Exposição de Animais de Maceió - José da Silva Nogueira (Parque da pecuária). Os primeiros cães eram quatro, todos de raças mestiças e oriundos de doações.

O precursor do Canil Tiradentes foi o ex-comandante geral, coronel Nilton Rocha, que no ano de 1992 determinou que fosse desenvolvido um trabalho destinado à introdução do cão policial em ações de segurança pública.

13 05 2022canilcc

Os anos passaram e em 28 de dezembro de 2010 foi publicado no Boletim Geral Ostensivo (BGO) nº 236 a regularização das atividades desenvolvidas pelo Canil Tiradentes. A mesma publicação o classificou como 4° Pelotão, componente efetivo da 2º Companhia do Bope. 

O emprego de cães na execução do policiamento preventivo e repressivo é a principal finalidade do pelotão. A participação pode ocorrer em missões como policiamento motorizado; captura de suspeitos; buscas, localização e resgate de pessoas perdidas; detecção de entorpecentes e de explosivos; controle de distúrbios civis e cinoterapia (intervenção terapêutica com emprego de cães).