Notícia

POLÍCIA MILITAR

Polícia Militar do Estado de Alagoas

Rotativo (4)

Na manhã desta quinta-feira (14), as guarnições Raio 01, 02, 03 e RP Comando, pertencentes ao Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp), apreenderam duas armas de fogo e uma quantidade de entorpecentes no bairro do Bom Parto, em Maceió.

Os militares receberam uma denúncia anônima de que um indivíduo estaria portando uma arma na Rua Doutor Alfredo Lobo (Rua do Campo) e de imediato se dirigiram ao local indicado. Quando chegaram lá, verificaram que havia um suspeito com as mesmas características do informe dentro de um veículo.

Ao proceder a abordagem, os militares encontraram uma arma embaixo do banco do passageiro, onde João Felipe dos Santos, de 18 anos, estava sentado. Após indagações, o jovem afirmou que havia outro armamento junto a uma porção de droga dentro de um balde enterrado no quintal de sua residência.

As equipes foram até a casa e constataram o fato. No total, foi apreendida uma espingarda de fabricação calibre 12, com duas munições, e um revólver também de fabricação artesanal calibre 38, com uma munição, além de uma munição calibre 20, um aparelho celular, 295 gramas de maconha, uma caderneta com anotações e R$ 300,00.

Diante da situação, João Felipe foi encaminhado junto à Polícia Judiciária para a confecção dos flagrantes conforme a legislação vigente.

As equipes da Força Tática do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM) apreenderam 375 gramas de cocaína dentro de uma residência no loteamento Nascente do Sol, no Benedito Bentes, na parte alta de Maceió.

Os militares foram informados de que um indivíduo estaria comercializando entorpecentes na região e se dirigiram até o local que fica na quadra 2A. Com a aproximação das viaturas, Rosivaldo Silva França, de 22 anos, tentou empreender fuga adentrando na própria casa.

Diante do fato, foi feito o acompanhamento e o jovem foi encontrado no quintal do imóvel, onde o mesmo chegou a jogar uma sacola de papelão. Após averiguação, foi constatado que dentro da bolsa estava o material ilícito apreendido. Perante indagações, Rosivaldo assumiu ter comprado a cocaína pagando cinco mil reais pela droga.

Logo em seguida, o infrator foi encaminhado à Central de Flagrantes I, no bairro do Farol, e autuado pelo crime de Tráfico de drogas. A ação contou com o apoio dos serviços de Inteligência da unidade operacional e do Estado-Maior Geral da PM.

O planejamento da Polícia Militar de Alagoas para as comemorações da Semana Tiradentes 2020 já começou. É que agora, além da programação tradicional que conta com exposições e a realização da Corrida Tiradentes, que chega a sua 36ª edição, a Corporação iniciará uma renovação com a criação da Meia Maratona, que terá um percurso de 21 quilômetros e passará por seis bairros da Capital alagoana.

A competição se reveste de uma potencialidade ainda maior, tomando mais corpo e comemora mais de três décadas e meia com um presente para os amantes das corridas de rua. Os percursos de 5 e 10 km permanecem inalterados, entretanto um novo desafio se coloca à frente daqueles que querem testar os seus limites de resistência.

Com o evento que será realizado no dia 19 de abril do ano que vem (3º domingo do mês), a Instituição pretende não só homenagear o patrono das Polícias Militares do Brasil e Herói Nacional como também estreitar o relacionamento entre sociedade e PM, por meio da prática esportiva. Outro objetivo da corrida é a promoção do lazer, com a melhoria da saúde e qualidade de vida das pessoas.

“No atual cenário com o crescente número das corridas de rua, observa-se o papel importante da Polícia Militar que têm sua imagem atrelada ao esporte e aos conceitos de bem-estar, condição física diferenciada e estilo de vida saudável. A PM de Alagoas AL cumpre, assim, o papel provedor desta solução para a militares e população em geral que desejam mudar de vida ou se manter vivos nesta atividade esportiva, que hoje é uma das que mais despertam a participação do público”, afirmou o diretor de Ensino da Corporação e presidente da comissão organizadora da competição, coronel João Marinho.

Inscrições

As inscrições para participar do evento começam neste 15 de novembro, data que marca os 130 anos da Proclamação da República Brasileira, e terão valores entre R$ 40,00 e R$ 90,00. Este ano, além da criação da Meia Maratona, o evento terá competição infantil e espaço para inclusão social, com a participação de cadeirantes e deficientes visuais.

Na inscrição, que deverá ser realizada exclusivamente online pelo site www.meiamaratonatiradentes.com.br, o esportista precisará selecionar para qual prova participará de acordo com a distância: 5, 10 ou 21 km. Para fins de premiação, as corridas de cinco e dez quilômetros serão dividas de duas formas: entre masculino ou feminino e entre geral ou policiais militares.

Já a Meia Maratona terá premiações de acordo com as categorias Geral, Policial militar e por Faixa etária, ambas dividas entre masculino e feminino. As faixas etárias serão de 16 a 29 anos, de 30 a 39 anos, de 40 a 39 anos, de 50 a 59 anos e de 60 anos acima e todos os três primeiros colocados receberão troféus.

“Além dos troféus que serão distribuídos aos três vencedores de cada categoria, haverá ainda a entrega de medalhas para todos os atletas que terminarem a prova”, disse o coronel Marinho reforçando que na prova infantil, que terá caráter participativo, as crianças e adolescentes serão divididos pela idade (de 02 a 15 anos) e também receberão medalhas.

Haverá ainda um troféu especial para as três equipes que mais inscreverem atletas na prova e que conquistarem a maior pontuação de acordo com a colocação de cada integrante.

As inscrições serão encerradas no dia 12 de abril ou até o limite técnico de inscritos para o evento. Os inscritos receberão um kit composto por camisa, número de inscrição, chip e ecobag. Quem for concorrer aos 21 km também receberá uma viseira e uma sandália. Os inscritos no primeiro lote terão as camisas personalizadas com o próprio nome. O Kit deverá ser retirado em dia, horário e local ainda a serem definidos pelos organizadores do evento.

Circuito cultural

Além da novidade quanto a criação da Meia Maratona, a tradicional corrida de rua muda também o trajeto a ser percorrido, abrangendo assim mais bairros de Maceió e fazendo um verdadeiro circuito cultural. No trajeto cultural, a passagem pelo prédio centenário que abriga o Quartel do Comando-Geral da Corporação, no Centro da cidade.

“Como é uma corrida organizada pela PM, queremos também voltar a dar uma atenção especial a este local histórico não só para a Instituição mas para todo o Estado de Alagoas e que antigamente servia como ponto inicial deste tradicional evento. Além disso, o trajeto também passará por outros pontos turísticos da Capital, como a Catedral Metropolitana e o Memorial à República. Será uma viagem pela história de Alagoas, em cada quilômetro percorrido haverá histórias para contar. Queremos celebrar a união de superação pessoal com o resgate da história do nosso estado”, enfatizou o presidente da comissão organizadora.

Junto ao Centro de Maceió, os bairros de Jaraguá, Prado, Trapiche da Barra e Pontal da Barra integram o novo percuso, além da Pajuçara, que há anos serve como ponto de partida para o evento que sempre reúne atletas de vários lugares. Saindo da Praça Multieventos, os atletas que correrão 5 km seguirão pela Avenida Doutor Antônio Gouveia, Avenida Cícero Toledo e Avenida da Paz até o Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore e retornarão ao ponto inicial.

Quem for percorrer os 10 km, do Museu Théo Brandão seguirá pela Rua do Imperador, Rua do Sol, Rua Melo Morais, Rua Cicinato Pinto, Rua Senador Luiz Torres, Rua Voluntário da Pátria, Rua Guido Duarte, Praça da Independência, Rua Zadir Índio, Rua Barão de Penedo, Rua Barão de Anadia e pela Avenida Assis Chateaubriand até a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) retornando ao ponto de largada pela orla. O trajeto de 21 km compreende esse mesmo percurso, no entanto, da PGE, o corredor seguirá até a Ponte Divaldo Suruagy, para poder vislumbrar o encontro da Lagoa Mundaú com o mar, e, em seguida, voltará à Pajuçara também pela orla.

A largada de quem vai correr 21 quilômetros está prevista para às 6h30. Já para quem vai correr 05 ou 10 km será de 07h. O início da Corrida Kids será às 08h30 com percurso entre 50 e 500 metros.

Serviço:

Evento: Meia Maratona e 36ª Corrida Tiradentes

Data: 19 de abril de 2020

Horário: 5h (concentração) Largada a partir de 6h30

Local de largada: Praça Multieventos – Pajuçara

A Academia de Polícia Militar Senador Arnon de Melo (APMSAM), juntamente com o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), realizou a formatura de conclusão do Curso de Ações Táticas Especiais (CATE/2019), durante a manhã dessa quarta-feira (13). A cerimônia ocorreu na sede do BOPE, localizada na Avenida Assis Chateaubriand, Pontal da Barra, parte baixa de Maceió.

O evento teve a participação do subcomandante-geral da PM, coronel Wilson da Silva; do coordenador-chefe da Assessoria militar do Palácio do Governo, coronel Elvandro Omena; do ex-comandante do BOPE, coronel RR Assis; do coronel RR Joacir, pai de um dos cateanos; do delegado Fábio Costa; do comandante do BOPE, major César Monte; além de outros militares, autoridades civis convidadas e familiares dos formandos.

O Curso de Ações Táticas Especiais tem como objetivo especializar e habilitar profissionais da área de segurança pública na melhoria das condições físicas, técnicas, táticas, psicológicas e intelectuais para atuarem no atendimento de missões complexas voltadas para o ambiente urbano.

Esta edição contou inicialmente com 44 alunos, sendo cinco pertencentes às unidades coirmãs de Pernambuco e Maranhão. Ao final, apenas 18 conseguiram concluir todas as etapas, todos passaram por instruções de intervenções táticas especiais, tiro de precisão, operações helitransportadas, patrulha urbana em local de alto risco, defesa pessoal, explosivo, entre outras.

O subcomandante-geral parabenizou os formandos e destacou o quanto se especializar é importante para a tropa e a população alagoana.

“Congratulo a todos os concluintes, pois em um curso em que iniciam 44 e apenas 18 conseguem êxito, está comprovado que não foi fácil. Para nós é uma honra poder formar homens dedicados e empenhados em se qualificar, pois tal investimento beneficia a Corporação e principalmente a sociedade, que encontrará um policial militar ainda mais capaz de superar as dificuldades encontradas na rua”, explicou Wilson da Silva.